6 de mar de 2017

{Projeto Hogwarts) #2 - Harry Potter e a Câmara Secreta - J.K.Rowling


Olá queridos, como estão?
Fevereiro se foi e junto com ele a leitura de Harry Potter e a Câmara Secreta, segundo livro da Saga.
Hoje estou aqui para fazer algumas considerações sobre essa leitura fascinante.
Esse 2º livro sem sombra de dúvidas conseguiu passar ainda mais da essência dos personagens e desse mundo fantástico, apesar de faltar algumas coisas a serem demarcadas. 

Harry Potter e a Câmara secreta retoma vários pontos explicados com mais detalhes no livro  Acredito que isso tenha a ver com relembrar na memoria do leitor os fatos da história que foi escrita anteriormente, e nos leva ao que virá a seguir.
Vamos falar de 3 pontos específicos que acredito serem pontos que devem ter um foco maior dentro da discussão desse livro/filme.


Relacionamentos Tóxicos



Gina Weasley é o nosso foco nesse tópico sobre relacionamentos que nos condicionam a ter atitudes ruins.
Irmã mais nova de Rony a menina, e obviamente tem um crush no Harry o garoto famoso que ela acredita que nunca lhe dará moral.
Ela tem auto-estima baixa. Gina conta tudo de sua vida a uma "pessoa" representado pelo diário, conta porque confia, porque é solitária e alvo das implicâncias de seus irmãos mais velho, além disso ela é pobre e por isso tem que aguentar comentários sobre seus livros usados, as roupas usadas, o dinheiro que não tem pra comprar comida e gastar com futilidades, etc.
E isso faz dela um alvo perfeito e fácil para Tom Riddle através de seu diário. Ele usa Gina e sua dor, a angústia e a tristeza para manipulá-la, para que dessa forma ela pudesse abrir a Câmara Secreta e libertar o Basilisco e exterminar os sangues ruins.

Lá em 1998 quando esse livro foi lançado não podíamos fazer essa comparação mas tenho certeza que ele ensinou a muitas meninas e meninos a não confiar em pessoas que não podemos ver, hoje em dia podemos fazer essa relação com a internet e os relacionamentos que ela proporciona, quem aqui não tiver um amigo da internet que atire a 1ª pedra, e quem aqui já não passou por uma situação constrangedora e muitas vezes vergonhosa e dolorosa? 

Esse livro está aí pra provar o quanto ele é atual, e trata de temas corriqueiros nas nossas vidas.  O relacionamento abusivo entre Tom e Gina se dá a partir do momento em que ele manipula os sentimentos dela, descarregando sobre ela ideias e pensamentos falsos 
"REALMENTE GINA, HARRY POTTER JAMAIS VAI TE DAR ATENÇÃO" 
Nesse momento Gina se vê sozinha e isolada, sempre apática e é dessa forma que ela se torna um instrumento dopado, sem ao menos saber o que estava fazendo.


Sistemas de Casas - Segregação/Sangue Ruim



Imagina você descobrir que o colégio onde você vai estudar separa as crianças por casas, cada casa com um tipo determinado de alunos, a decisão é do Chápeu Seletor que escolhe os alunos, observando suas características,personalidade e desejos.

Grifinória
Características marcantes: coragem e determinação
Sonserina
Características marcantes: astúcia e ambição
Corvinal
Características marcantes: inteligência e força de vontade
Lufa-lufa
Características marcantes: lealdade e companheirismo

Me pergunto se essse sistema de segregação não prejudica a ideia dos alunos e os impossibilita de alcançar amizades duradouras e verdadeiras com os demais alunos, levando em conta que cada uma dessas casas ficam localizadas em uma parte do castelo, e apenas alunos de Sonserina podem entrar em Sonserina, apenas alunos de Grifinória podem entrar em Grifinória e assim sucessivamente, além disso, durante as refeições eles também se sentam em mesas separadas, sendo esse um momento para confraternização. O único momento em que os alunos ficam juntos são durante as aulas mistas, mas isso não permite ou dá tempo suficiente para que eles possam conhecer as demais casas.
Quando nem todo mundo da família é bruxo, os que não são bruxos são chamados de "trouxa"! Sangue Ruim é um bruxo que nasceu de uma família de não-bruxos ou seja de uma família de trouxas, como é o caso de Hermione Granger que é filha de dentistas.

O preconceito envolvendo Nascidos-Trouxas e Mestiços segundo os integrantes da Casa de Slytherin, se deu a partir das ideias de seu próprio fundador, Salazar Slytherin, seria um insulto que sangues ruins e mestiços (como Lílian Potter (sitada em determinado momento por Tom Riddle) e Hermione Granger) praticassem magia. Como Slytherin não teve as ideias preconceituosas seguidas pelos demais Fundadores de Hogwarts, ele abandonou a escola, deixando nela uma suposta Câmara Secreta, que continha um monstro que mataria os sangues-ruins e que só poderia ser aberta pelo seu herdeiro.



Esse monstro é um basilisco, uma serpente gigantesca que mata com o olhar, e se for vista indiretamente (como em um reflexo), petrifica.
A câmara foi aberta em 1943 por Tom Riddle. Em seu sexto ano de escola, uma aluna sangue-ruim morreu (Murta Que Geme).  Harry Potter em seu 2º ano com ajuda de Rony e de Hermione, derrotam a lembrança de Tom Riddle e matam o basilisco da câmara. A Poção de Mandrágoras reanima todos os sangues-ruins petrificados.
Em resumo, mesmo a Hermione sendo filha de pais trouxas não a desqualifica de ser uma ótima bruxa, muito inteligente em tudo que faz.


Grandeza á base de farsa



Gilderoy Lockhart é da Casa Corvinal, mas como podemos ver pelas suas características e nos lembrarmos na música do Chápeu Seletor no 1º livro poderíamos confundir ele facilmente com um da Casa Sonserina
Música Corvinal 
  "Quem sabe será a velha e sábia Corvinal
  A Casa dos que tem a mente sempre alerta
  Onde os homens de grande espírito e saber
  Sempre encontraram companheiros seus iguais."
Música Sonserina
 "Ou quem sabe você pertence à Sonserina.
  E ali fará seus verdadeiros amigos.
  Homens de astúcia que usam quaisquer meios
 Para atingir os fins que antes colimaram."

Concordam comigo, muito Sonserina né?! (rs) não mede esforços, usando as pessoas como usou Harry para aparecer na capa do Profeta Diário.
O problema de Lockhart é que ele é um cara exibido, gosta de falar dos prêmios que recebeu, dos livros que escreveu, das aventuras que teve. Tem uma legião de fãs em grande maioria mulheres, incluindo aí a mãe de Rony e a própria Hermione para o desespero dos meninos.
Descobriu-se que o professor Lockhart não passava de um impostor, de uma farsa, que  ele apenas roubava histórias de sucesso de outros bruxos e apagava suas memórias (único feitiço que sabia realizar com maestria), para tornar as conquistas dos outros como suas, apenas para vender mais livros.

Quando tentou apagar a memória de Harry e Rony, porém, teve sua própria memória apagada já que estava usando a varinha defeituosa de Rony.
O que tiro de aprendizado disso é que não devemos sair por aí fingindo sermos algo que não somos, mentira tem perna curta como diz minha mãe, pelo menos para o professor a mentira dele em Hogwarts só durou um ano letivo. Ainda assim ele continuou a vender livros.

Contem nos comentários o que acharam do post. Se tem algo a mais acrescentar com relação a esse livro. Espero que tenham gostado desse post, fiz com muito amor.
Beijo carinhoso, Poli ❤

9 comentários:

  1. Olá, eu já li esse livro mas faz um bom tempo, preciso reler para relembrar da história. Achei seus comentários sobre esses três aspectos muito pertinentes, ainda que eu não me lembrasse muito bem do primeiro. Gostei muito do post!

    ResponderExcluir
  2. Uau, achei interessante analise feita da obra.
    E vendo por um lado, os temas abordados são bem atuais. Uma coisa que me chamou atenção no texto é as casas. Essa separação pra mim sempre gerou um certo bullying sabe?
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Poliana, como vai? Não apenas esse livro, mas como toda a série Harry Potter, são os responsáveis por eu hoje escrever. Sim, sou escritor porque li a série e vi como a literatura pode ser transformadora, criar um universo próprio onde o impossível não vigora.

    Muito bom o post!

    Matei a saudade *]*

    ResponderExcluir
  4. Sobre o sistema de casas, muitas escolas segregam mesmo, isso é cruel e só atrapalha. Eu adorei a postagem, li o livro e assisti ao filme tem muito tempo, nem lembrava mais de algumas coisas

    ResponderExcluir
  5. Moça, gostei bastante da sua forma de comentar, pontuando alguns pontos mais importantes. Acho desnecessário contar o final todo do livro, sempre tem alguém que não sabe...

    Em tempo, creio que se não houvesse tanta rivalidade, não seria um problema a separação das casas, afinal, nas escolas raramente temos muito contato com alunos de outras salas, ou principalmente, anos.

    ResponderExcluir
  6. Que massa! Quem não ama HP né? Achei sua postagem muito boa pois explica direitinho coisas que às vezes fica um pouco subentendida. Adorei!

    ResponderExcluir
  7. Eu amo demais os filmes de Harry Potter e tenho muita vontade de ler os livros, portanto gostei muitos dos pontos que você citou. Eu nunca havia pensado dessa maneira sobre a história, então foi bem interessante. Provavelmente, se eu ler os livros em breve, tentarei fazer uma comparação também com o nosso mundo e adquirir muitos aprendizados, pois tenho certeza que terá vários. Parabéns pela postagem e sucesso!

    Com amor,
    Rascunhos de Tom

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Eu amo ler sobre o mundo HP porque ainda não li nenhum livro da serie e porque não tenho vontade de ler. Assisti os filmes e isso me deixou muito desinteressada nos livros, mas super interessada no mundo HP. Amei o seu post, espero mais os outros livros.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Esses posts de HP sempre me trazem certa nostalgia, principalmente em relação aos filmes. Já li a Câmara Secreta faz um tempo, mas sempre é bom rever e ver pontos levantados por outras pessoas <3

    ResponderExcluir

© Blog Quase Adultas - 2017. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Cute Design.
Tecnologia do Blogger.
http://i.imgur.com/dPkEDcC.png